Um guia de harmonização de vinhos e churrasco

O churrasco está presente em muitos momentos de diversão e lazer ao lado dos amigos e familiares. Apesar da tradição dos brasileiros de consumir cerveja durante essas ocasiões, os vinhos também são ótimas opções porque harmonizam muito bem com diferentes tipos de carnes.Ao contrário do que algumas pessoas pensam, não são apenas os vinhos tintos que resultam em boas combinações com churrasco. Para fazer boas escolhas, é necessário considerar o modo de preparo da carne, tempo de cozimento, temperos, molhos, gordura e suculência, a fim de que se possa optar pelo vinho ideal. Se for o contrário, ou seja, se a carne for escolhida após o vinho, será preciso levar em conta a existência de taninos, corpo, estrutura e acidez do mesmo.

PICANHA

É um dos cortes mais apreciados pelos brasileiros, e costuma ser a principal escolha para um bom churrasco. Essa carne é bem macia e vem envolvida em uma suculenta capa de gordura.

Vinho Ideal: Malbec argentino da melhor qualidade.FRALDINHA 

A fraldinha é uma carne macia e sequinha. Logo, não requer um vinho de muito peso.

Vinho Ideal: Merlot não muito encorpado, com taninos suaves e arredondados. CUPIM

Essa carne apresenta bastante gordura, e não é muito suculenta Apesar de macia, às vezes pode se apresentar um tanto quanto seca.

Vinho Ideal: Espumante Brunt. O perlage (borbulha) da bebida ajuda a suprir a falta de líquido, potencializando o sabor da carne. COSTELA 

Trata-se de uma peça gordurosa e macia, que requer um vinho um pouco mais encorpado, mas não muito pesado. A costela já é um corte super saboroso e acompanhado por molho barbecue é ainda melhor.

Vinho Ideal:  Syrah , um vinho tinto de médio corpo com notas de especiarias.ALCATRA

Bastante fibrosa macia e pouco gordurosa, a alcatra costuma estar presente na maioria dos churrascos.

Vinho Ideal: Carmenére Chileno ou Pinot Noir, vinhos tintos de corpo médio e boa acidez.FRANGO

Carnes brancas são leves e com têm pouca quantidade de gordura.

Vinho Ideal: Sauvignon Blanc, que possui ótima acidez e notas aromáticas ou um bom vinho Rosé. LINGUIÇA

Costuma ser a entrada em muitos churrascos. Geralmente, são peças suculentas com certa porcentagem de gordura.

Vinho Ideal: Espumante Rosé Brunt. Mas se a linguiça for apimentada, um Riesling seco alemão pode ser uma boa opção. Ele também combina bem com salsicha e carne de porco.Fonte: Vila Vinífera 

 

 

 

 

 

COMIDA CONTEMPORÂNEA

A cozinha contemporânea usa da criatividade para destacar e preservar sabores. Com as técnicas novas, europeias clássicas e americanas de diferentes chefes, combina os ingredientes de maneiras diversas e surpreendentes.

Os adeptos da cozinha contemporânea compreendem que degustar é diferente de saciar a fome. Por isso, o ritual da comida tem início na observação da disposição dos pratos à mesa. “A cozinha contemporânea permite isso sendo apresentada em poções para serem degustadas e não saciar a fome simplesmente”, explica. Alguns restaurantes especializados nesse tipo de cozinha, servem o “menu degustação” onde são apresentados vários pratos, propiciando uma viagem contemporânea de sabores.

Pensando em tudo isso e achando a melhor forma de proporcionar uma experiência gastronômica de alta qualidade para seus clientes, o Restaurante Santafé, possui uma variedade de pratos , com mais de 60 opções de saladas, a mistura de temperos mediterrâneos compondo a culinária internacional, dando um toque peculiar a cozinha da casa.

 

Uma sugestão do Restaurante Santafé é o Filet à Toscana:

filet a toscana logo

Delicioso filet mignon grelhado coberto com fatias de abobrinha italiana grelhada, berinjela grelhada, muçarela de búfala e tomates confitados. Tudo sobre refrescante molho pesto.

 

Steak de Filé Com Fetuccini ao Funghi

STEAK DE FILÉ COM FETUCCINI AO FUNGHI

A união do agradável com o agradabilíssimo, a receita deste prato principal dos restaurantes da rede Gourmet é uma combinação de delicias. Continuar lendo Steak de Filé Com Fetuccini ao Funghi

Costeletas de cordeiro em crosta de ervas com fettuccine trufado

cordeiro

Esse prato é de dar água na boca!  Na Rede Gourmet todas as nossas unidades dos restaurantes Olegário possuem um cardápio especial de massas, conhecido como “Italian Food”. Como somos apaixonados por massa, resolvemos disponibilizar essa receita imperdível. Continuar lendo Costeletas de cordeiro em crosta de ervas com fettuccine trufado

Canudinho de carne seca, com requeijão e crisp de couve.

Foto-Blog-StaFé_WEB

O costume de salgar carnes é tão antigo que não se sabe ao certo sua origem. Um dos seus registros mais antigos vem da época do antigo Egito. No desbravamento do Brasil pelos portugueses, assim como os tropeiros em Minas e muitos outros povos, em diversas ocasiões, esta foi uma ótima forma de conservação da carne.  Continuar lendo Canudinho de carne seca, com requeijão e crisp de couve.

Carne seca com purê de mandioca

escondidinhoPara quem não sabe a carne seca é uma das formas mais antigas de conservação de alimentos. A carne é cortada em pedaços e salgada, depois ela fica descansando para perder sua umidade (ou “suco” da carne), assim ela fica seca e salgada. Temos que admitir que esta técnica deixa a carne com um sabor especial. Para acompanhar um delicioso purê de mandioca. Continuar lendo Carne seca com purê de mandioca

Um prato completo

receita-file-mignon-com-batata-risole-molho-de-vinho-e-cebola-caramelizada-chef-felipe-mirasierras-pracasaolourenco-alphaville

Uma carne saborosa, macia e muito suculenta, sem dúvidas é o filé mignon. Com um sabor adocicado é uma ótima opção para fazer estrogonofe, medalhão, rosbife e o próprio filé. Esta receita vai deixar seus convidados com água na boca e você ainda vai preparar aquele prato com jeito de restaurante. Continuar lendo Um prato completo