1º Wine Fest Rede Gourmet

Se você é apaixonado por vinhos, temos uma dica imperdível que vai te deixar super animado. A Rede Gourmet tem o prazer de apresentar o Wine Fest.

Em sua 1ª edição, o festival de vinhos da Rede Gourmet irá disponibilizar mais de 100 rótulos de vinhos para degustação, incluindo os nacionais.  A degustação será orientada por Arilton Soares, sommelier da Rede.

Além disso, teremos o open food com as gastronomias dos restaurantes que compõem a Rede Gourmet: Udon Culinária Japonesa, Restaurante Santafé e Pizzaria Olegário. E não para por aí. Para deixar a noite ainda mais animada, contaremos com a presença especial do DJ Leandro Rallo.

O evento será realizado no dia 25 de Outubro de 2017 a partir das 18 horas, na Olegário Jardins: Avenida Prudente de Morais, 520 – Cidade Jardim. Os ingressos para o Wine Fest já estão à venda e além da degustação de vinhos e o open food, adquirindo seu ingresso, você também ganhará uma taça exclusiva do evento.

E aí, já confirmou sua presença no Wine Fest Rede Gourmet? Não corra o risco de ficar de fora. Acesse o site do Sympla e adquira já o seu ingresso. Evento sujeito a lotação.

Um guia de harmonização de vinhos e churrasco

O churrasco está presente em muitos momentos de diversão e lazer ao lado dos amigos e familiares. Apesar da tradição dos brasileiros de consumir cerveja durante essas ocasiões, os vinhos também são ótimas opções porque harmonizam muito bem com diferentes tipos de carnes.Ao contrário do que algumas pessoas pensam, não são apenas os vinhos tintos que resultam em boas combinações com churrasco. Para fazer boas escolhas, é necessário considerar o modo de preparo da carne, tempo de cozimento, temperos, molhos, gordura e suculência, a fim de que se possa optar pelo vinho ideal. Se for o contrário, ou seja, se a carne for escolhida após o vinho, será preciso levar em conta a existência de taninos, corpo, estrutura e acidez do mesmo.

PICANHA

É um dos cortes mais apreciados pelos brasileiros, e costuma ser a principal escolha para um bom churrasco. Essa carne é bem macia e vem envolvida em uma suculenta capa de gordura.

Vinho Ideal: Malbec argentino da melhor qualidade.FRALDINHA 

A fraldinha é uma carne macia e sequinha. Logo, não requer um vinho de muito peso.

Vinho Ideal: Merlot não muito encorpado, com taninos suaves e arredondados. CUPIM

Essa carne apresenta bastante gordura, e não é muito suculenta Apesar de macia, às vezes pode se apresentar um tanto quanto seca.

Vinho Ideal: Espumante Brunt. O perlage (borbulha) da bebida ajuda a suprir a falta de líquido, potencializando o sabor da carne. COSTELA 

Trata-se de uma peça gordurosa e macia, que requer um vinho um pouco mais encorpado, mas não muito pesado. A costela já é um corte super saboroso e acompanhado por molho barbecue é ainda melhor.

Vinho Ideal:  Syrah , um vinho tinto de médio corpo com notas de especiarias.ALCATRA

Bastante fibrosa macia e pouco gordurosa, a alcatra costuma estar presente na maioria dos churrascos.

Vinho Ideal: Carmenére Chileno ou Pinot Noir, vinhos tintos de corpo médio e boa acidez.FRANGO

Carnes brancas são leves e com têm pouca quantidade de gordura.

Vinho Ideal: Sauvignon Blanc, que possui ótima acidez e notas aromáticas ou um bom vinho Rosé. LINGUIÇA

Costuma ser a entrada em muitos churrascos. Geralmente, são peças suculentas com certa porcentagem de gordura.

Vinho Ideal: Espumante Rosé Brunt. Mas se a linguiça for apimentada, um Riesling seco alemão pode ser uma boa opção. Ele também combina bem com salsicha e carne de porco.Fonte: Vila Vinífera 

 

 

 

 

 

Técnica Sabrage

A sabrage é uma técnica originária da frança que consiste em abrir uma garrafa de espumante ou champagne com uma espada. Essa prática se popularizou na França napoleônica em um período que se segue à Revolução Francesa, onde a espada era a arma de excelência da cavalaria leve do exército.

Logo em seguida de alguma vitória havia muitos festejos e comemorações, nos quais era hábito abrir as garrafas de Champagne de uma forma prática, utilizando algum utensílio de fácil manuseio e alcance dos oficiais neste caso os famosos “sabres”.

O sabre é uma arma de lâmina ligeiramente curvada, de um fio só, com base nas características da arma surgiu o nome da técnica sabrage. A prática que vem sendo muito usada em ocasiões festivas e especiais, dá um ar de atratividade no momento dos brindes em eventos.

Passo a Passo do processo

A primeira coisa a fazer é adquirir um sabre para Sommelier, que é fácil de ser encontrado em lojas que vendem artigos para o lar, especializado em utensílios para cozinha, e até lojas de vinhos. Apesar de ser uma arma propriamente dita, não está afiada, não chegando, portanto a ser perigosa. Em segundo lugar, é bom que a garrafa de Champagne, ou espumante, esteja bastante fria.

Até o momento certo de sofrer o choque térmico ao levar o golpe de sabre, é preciso remover a cápsula prateada que cobre a gaiola de arame, por cima da rolha e também retirar a gaiola, com todo cuidado para não estourar a rolha.
Em seguida, com a garrafa levemente inclinada para cima, é preciso estender os braços e escorregar a lamina do sabre ao longo da solda da garrafa até golpear com firmeza, porém sem excessiva força, a saliência no alto do pescoço, onde a rolha fica presa.

O segredo de todo bom sabrage é que a garrafa esteja bem gelada e que o golpe a ser executado de baixo para cima, basta ser firme, mas não excessivamente violento, do contrário corre-se o risco de quebrar totalmente a garrafa.

 Podemos considerar então que Sabrage é uma técnica que proporciona degustar um Champagne em grande estilo!