Ervas frescas ou secas? Quem vence a disputa?

Quem nunca sentiu aquela fome enquanto sentia o cheiro de uma deliciosa comida sendo preparada? Os aromas aguçam o nosso paladar e as ervas são muito utilizadas como temperos no preparo de diversos pratos, pois além de super aromáticas, proporcionam maior sabor aos alimentos.

Algumas pessoas conseguem até mesmo reduzir a quantidade de sal em suas refeições utilizando as ervas como alternativa. Porque, dessa forma os pratos ficam mais saudáveis, entretanto continuam bastante saborosos.

Você sabe qual a melhor forma de utilizar ervas frescas e secas? Então confira as dicas que selecionamos para você.

COMO UTILIZAR AS ERVAS DESIDRATADAS?

Se a erva for desidratada, não espere até o final do cozimento para adicioná-la. A erva seca precisa de mais tempo para liberar seus aromas e se misturar aos sabores do prato.

As ervas que melhor retém o aroma são aquelas em formato de arbustos, como o orégano, o tomilho e o alecrim. Ervas mais tenras, como o manjericão e a cebolinha, perdem muito do seu aroma, e por isso são melhores quando usadas frescas.

Se você for substituir a erva fresca pela seca, lembre-se que a seca tem sabores mais concentrados e por isso você precisará de uma porção menor. Use cerca de 2/3 do que você utilizaria se fosse uma erva fresca.

COMO UTILIZAR AS ERVAS FRESCAS?

A erva fresca deve ser adicionada ao final do cozimento ou com o prato pronto. O manjericão, por exemplo, deve ser adicionado à pizza depois que ela sair do forno. Já o tomilho fresco deve ser adicionado à sopa momentos antes de finalizar o cozimento.

Ervas frescas são muito indicadas para pratos que não vão ao fogo ou que terão muito pouco tempo de cozimento, como saladas e em alguns molhos.

Você também pode misturar as ervas desidratadas com as frescas. Coloque um pouco de ervas secas no início do cozimento para que os sabores se misturem e um pouco de ervas frescas ao final para realçar o sabor.

E aí, podemos considerar um empate, nessa disputa? Coloque em prática as nossas dicas e descubra o que mais agrada o seu paladar.

Fonte: Cozinha Técnica

 

Diferentes formas de consumir Salmão

O salmão é um tipo de peixe que pode ser consumido de diversas formas: cru, defumado, assado, marinado ou grelhado. Ele é rico em ômega 3, o que ajuda a reduzir os níveis de colesterol, favorece a memória e previne de doenças inflamatórias.

Além disso, esse delicioso peixe combina com diversos tipos de acompanhamentos. O que vai determinar a melhor combinação é a forma como ele será preparado. Confira algumas dicas para fazer pratos deliciosos!

Salmão ao molho de iogurte: essa receita combina o molho de iogurte grego com salmão assado. O resultado é fantástico.

Salmão no Papelote: Consiste em assar o salmão embrulhado no papel alumínio ou em papel manteiga. Com essa técnica o peixe fica mais suculento. Para o acompanhamento desse prato, você pode optar por legumes salteados.

Salmão ao molho de mostarda e mel:  A preparação dura apenas alguns minutos e não exige muitos ingredientes. Além do peixe, sal e pimenta, você vai precisar apenas de mostarda, mel e creme de leite.

Salmão Teriyaki: para quem gosta de sabores agridoces ou aprecia a culinária oriental vai adorar essa combinação com o molho Teriyaki. Para o acompanhamento, você pode apostar nas batatas cozidas ou purê de batatas.

Salmão grelhado: Tempere o peixe com sal, limão e orégano. Você pode grelhar em uma frigideira com azeite ou manteiga. Para acompanhar, escolha um vegetal de sua preferência.

Salmão assado com manteiga de ervas: a combinação de manteiga com ervas faz toda a diferença no salmão assado. Você pode escolher suas ervas preferidas para obter um sabor incrível.

Ceviche de salmão: Salmão cru cortado em cubinhos pequenos temperados com suco cítrico, sal, pimenta do reino, coentro, cebola roxa, azeite, tomate cereja e pimentão. Você pode fazer adaptações com os ingredientes desse prato, se preferir.

Salada de salmão com cream cheese: salmão defumado, maçã verde, alface e cream cheese.

 

Fonte: Dicas de mulher

Frutas da Estação

 

Neste mês de março acontece uma troca de estação, é hora de despedir do caloroso verão brasileiro e dar boas vindas ao lindo outono! E é claro que a alimentação também é influenciada por esse evento, e manter o padrão saudável faz parte da programação do dia a dia. Pensando nisso selecionamos alguns benefícios e qualidades das frutas da estação que está chegando.

As frutas do Outono são: Abacate, abacaxi, ameixa, banana-maçã, banana-nanica, goiaba, jaca, limão, maçã, pêra.

Abacate

O abacate é uma fruta originária do México e América Central que além dos macronutrientes, possui uma variedade de vitaminas e minerais. Alguns benefícios que a fruta proporciona:

Poder anti-inflamatório, reduz o estresse, melhora a saúde cardiovascular, ajuda no controle do colesterol, contribui para o fluxo intestinal regular, regula a menstruação, evita o envelhecimento precoce e trata a pele.

Abacaxi

O abacaxi é uma fruta tropical e refrescante, muito apreciada no mundo todo, nas versões naturais e até mesmo em produtos industrializados. É rico em água, ajudando a hidratar o corpo, em vitaminas, sais minerais e fibras essenciais para a promoção da saúde. Benefícios da fruta:

Ajuda a perder peso, pode ajudar no ganho de massa muscular, ajuda no alívio das dores pós treino, ajuda no controle da coagulação sanguínea, sistema imunológico mais forte, ação antioxidante e complemento alimentar de vitaminas essenciais.

Ameixa

Os benefícios da ameixa são maiores do que as pessoas têm conhecimento. Normalmente conhecida apenas pelas propriedades laxativas, a ameixa possui uma grande variedade de nutrientes. Com sabor doce e ligeiramente azedo, pode ser consumida fresca ou na versão desidratada (ameixa seca). Alguns dos benefícios para o corpo humano:

Ajuda manter níveis adequados de glicose no sangue, regula o funcionamento intestinal, melhora a saúde dos ossos, previne anemia, melhora a resistência imunológica e ajuda a emagrecer.

Banana

A banana é uma das frutas mais populares no mundo por ser bastante nutritiva e se adequar em várias combinações de refeições. A fruta contém fibras e também é rica em potássio e vitaminas C e B. Dentre tanta riqueza em nutrientes ela pode trazer vários benefícios à saúde, por exemplo:

É perfeita para baixar a pressão arterial, acalma o sistema nervoso, ajuda a manter os níveis adequados de açúcar no sangue, combate o cansaço, acalma o estômago e contribui na digestão.

Goiaba

A Goiaba contém a maior fonte de Vitamina C, até três vezes mais do que o requisito diário, por isso aumenta significativamente a função do sistema imunológico. Além disso, a goiaba é um antioxidante poderoso que protege contra o estresse oxidativo. Alguns benefícios aumentam:

Melhora capacidade do corpo de absorver ferro, aumentar a produção de sangue, melhora a visão e ajuda proteger de catarata ou degeneração macular, nutre a pele e protege contra as doenças de pele como acne.

Jaca

A jaca não é uma fruta fácil de ser encontrada, mas contém significativa contribuição não só para a saúde, mas também para a boa forma. Os benefícios da jaca são justificados pela presença de diversas vitaminas e inúmeros minerais de função representativa para o corpo. Exemplos disso:

Efeito antienvelhecimento da pele, contribui para os cabelos ficarem nutridos e bonitos, fortalece o sistema imunológico, possui efeito energético, ajuda na manutenção do sistema cardiorrespiratório, equilíbrio da tireóide e reduz os sintomas de hemorróidas.

Limão

Muitos benefícios dos limões são conhecidos há séculos. Os mais importantes são as propriedades antibacterianas, antivirais e fortalecedoras do sistema imunitário, bem como a ajuda na perca de peso. Os limões contem substâncias cítricas, cálcio, magnésio e vitamina C que promovem o sistema imunitário e combatem infecções. Como benefícios para a saúde:

Purifica o organismo, contribui para o funcionamento do sistema urinário porque é diurético, equilibra os níveis de PH, energiza e melhora o humor, refresca o hálito, hidrata o sistema linfático e fortalece o sistema imunitário.

Maçã

A maçã ajuda a controlar certas doenças como diabetes, melhora a digestão, contribuindo para um melhor aproveitamento dos nutrientes e é indicada para quem deseja emagrecer, porque é rica em fibras e tem poucas calorias. Além disso, a maçã é rica em antioxidantes, água e vitaminas,  por isso tem os seguintes benefícios para saúde:

Diminuição do colesterol ruim, porque tem baixo índice glicêmico, ajuda a emagrecer, porque têm água e fibras que diminuem o apetite, melhora a prisão de ventre devido as fibras solúveis desintoxicam o aparelho digestivo, alivia as dores de gastrite e ajuda a cicatrizar úlceras gástricas.

Pêra

Os benefícios da Pêra são diversos, pois ela possui uma grande quantidade de nutrientes essenciais para saúde geral do corpo. O suco de pêra recém-extraída pode ser consumido para obter melhores resultados. Além disso, a fruta tem alto teor de fibra, nutrientes vitais e minerais que colaboram para a vida saudável:

Previne doenças cardíacas, controla o nível de açúcar no sangue, previne reações alérgicas, previne a osteoporose, ajuda na prevenção de problemas de vesícula biliar, colite e artrite.

Então vamos dar boas vindas ao nosso lindo Outono no próximo dia 20 de março, e claro se deliciar de cada uma das frutas dessa estação!

 

 

ALIMENTOS FUNCIONAIS: ENTENDA E INCLUA NAS REFEIÇÕES!

funcional-

 

Muito se ouve falar em alimentação funcional. Mas o que significa este termo? Em linhas gerais, fazem parte desse grupo aqueles alimentos que, além de cumprirem sua função nutricional, fazem bem à saúde e em alguns casos ajudam até a prevenir doenças.
Não à toa, alguns restaurantes têm investido em cardápios funcionais, aliando a boa mesa aos cuidados com a saúde. Que ao praticar a gastronomia funcional une o sabor dos ingredientes aos efeitos que eles, combinados, terão no organismo.
Mas ninguém precisa sair de casa para experimentar a gastronomia funcional. O segredo está sem saber como consumi-los, já que não basta simplesmente misturá-los aos pratos do dia a dia. Abaixo uma lista de alimentos funcionais que podem entrar na dieta e ajudar a sua saúde.
Alho – 1 dente cru (pode ser moído ou picado) por dia melhora a imunidade e aumenta o colesterol bom;
Goji berry – 120 ml de suco ou entre 15g e 45g in natura ou desidratado por dia ajuda a aumentar a imunidade;
Chá de hibisco – esquente diariamente uma colher de chá da folha seca em 200 ml de água mineral até cerca de 85 °C. Ajuda a controlar o colesterol, a queimar gordura e tem ação diurética e antioxidante;
Chá verde – diariamente, ferva 1 litro de água, desligue e coloque 1 colher de sopa da erva. Aumenta o colesterol bom, reduz o ruim, potencializa o emagrecimento, tem ação antioxidante e ajuda a prevenir alguns tipos de tumor;
Gengibre – 2 colheres de chá por dia fresco, seco ou em conserva têm ação antioxidante, ajudam a combater problemas respiratórios e ajudam no funcionamento do sistema digestivo;
Vinho tinto – 1 cálice por dia para se beneficiar de seus poderes antioxidantes que previnem câncer e doenças cardiovasculares;
Azeite de oliva – 1 colher de sopa do tipo extravirgem (sem aquecê-lo) ajuda no funcionamento do intestino e combate o envelhecimento precoce das células;
Chia – de 1 a 2 colheres de sopa da semente ou da farinha ou 1 colher de sopa do óleo por dia. Ajuda no funcionamento do intestino, previne doenças cardiovasculares e tem ação anti-inflamatória;
Linhaça – 1 colher de sopa por dia, de preferência moída na hora, tem como benefícios o alívio de sintomas da TPM e da menopausa, a regulação dos hormônios em geral e a melhora do funcionamento do intestino;
Pimenta vermelha – não há uma quantidade exata recomendada, mas ela ajuda a acelerar o metabolismo, dá sensação de prazer e de saciedade;
Tomate – 100 g por dia, no molho, ajudam a combater o envelhecimento precoce e a prevenir alguns tipos de câncer;
Canela – de 1 g a 6 g por dia, em pó ou em pau, têm ação termogênica e ajudam a controlar o diabetes e o colesterol. Ainda melhora a imunidade e tem ação anti-inflamatória;
Quinoa – não há uma quantidade exata recomendada. Ela pode ser consumida em grão ou como farinha, ajudando a prevenir problemas cardiovasculares. Também traz sensação de saciedade;
Couve – a recomendação diária é de 100 g, crua ou cozida. Também pode ser adicionada a sucos, e tem ação antienvelhecimento, além de ajudar a prevenir câncer e anemia;
Farinha de arroz – substitui a farinha de trigo nas receitas e age contra o colesterol ruim, melhora os níveis de açúcar no sangue e o funcionamento do intestino;
Farinha de aveia – diminui o colesterol ruim e, como tem absorção lenta no organismo, traz sensação de saciedade, melhorando ainda o funcionamento do intestino;

 

Fonte: blog Angeloni

Filet Grelhado ao Molho Roti com Salada de Parma

 

foto_salada de filet com parma

 

O verão está chegando! Não conseguiu ainda perder aqueles quilos a mais? Vamos te ajudar com a receita de uma salada pra lá de saborosa.  O prato leva alface de duas qualidades, tomate seco, muçarela de búfala e muito mais! Continuar lendo Filet Grelhado ao Molho Roti com Salada de Parma

Açaí: vilão ou mocinho?

açaí_redegourmetA fruta típica da Região Norte do país ganhou muitos adeptos nos últimos anos, o açaí virou uma febre. A polpa da fruta ganhou muitos preparos, adicionaram xarope de guaraná, granola, leite em pó e por aí vai, mas é ai que mora o perigo. O açaí pode tornar o vilão ou mocinho da sua alimentação. Continuar lendo Açaí: vilão ou mocinho?

Mesmo sabor, com menos caloria

balançaQuando começa uma dieta, a primeira coisa que vem na mente é que precisa ficar longe de tudo que é saboroso.  Na busca de uma alimentação saudável e para eliminar aqueles quilinhos extras, substituir alimentos gordurosos e calóricos por outros do mesmo tipo, porém mais saudáveis, pode significar de grande ajuda. E o melhor, sem comprometer muito com o sabor.

Continuar lendo Mesmo sabor, com menos caloria